Publicado em: 3 de maio de 2019


Maio roxo: mês para falar sobre doenças inflamatórias intestinais

Durante os 31 dias do mês de maio, a cor roxa pode ter diferentes significados quando se fala sobre saúde. E cada um visa alertar a população.

As doenças inflamatórias intestinais são pouco conhecidas. Por isso, com o objetivo de divulgar essas doenças e conscientizar a população, a Federação Europeia de Colite Ulcerativa e Crohn (EFCCA, sigla em inglês) criou o Maio Roxo.

E há um dia especial para a conscientização: 19 de maio é o dia mundial das Doenças Inflamatórias intestinais.

O Maio Roxo é o mês de conscientização sobre as doenças inflamatórias intestinais, como Doença de Crohn e Colite Ulcerativa. Com a oficialização da data, espera-se que países em todo o globo façam ações promovendo o Maio Roxo, como as iluminações em pontos turísticos, que também são feitas em outras campanhas como o Outubro Rosa.

O Brasil começou a participar das ações em 2016 e vários municípios brasileiros fazem ações e promovem iniciativas para levar informações à população. Mas a campanha é feita todos os anos desde 2012 pela EFCCA (Federação Europeia de Colite Ulcerativa e Crohn, sigla em inglês).

Campanha Maio Roxo 2019

A Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn (ABCD) organiza muitas ações em todos os lugares do Brasil. O principal objetivo desta ação é chamar atenção da sociedade e dos parlamentares para as doenças inflamatórias intestinais. E as ações ocorrem também no meio digital!

As sociedades regionais da ABCD e outras sociedades das Doenças Inflamatórias Intestinais também vão usar as redes sociais e portais próprios para ajudar a levar conteúdo à sociedade. Cerca de 10 estados (Piauí, Espírito Santo, Distrito Federal, Pará, São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Maranhão, Paraná e Minas Gerais) terão ações de conscientização como caminhadas e passeios por praças e ruas, palestras e distribuição de informativos.

O Cristo Luz, um dos principais pontos turísticos de Balneário Camboriú (SC), receberá uma iluminação roxa no dia 19 de maio. Além dele, a Universidade São Francisco em Bragança Paulista (SP) também será colorida com luzes roxas.

O que são doenças inflamatórias intestinais (DII)?

As doenças inflamatórias intestinais (DII) são infecções que afetam alguma parte do sistema digestório causando feridas internas nos tecidos e órgãos, entre eles intestino delgado, intestino grosso e reto. Essas alterações fazem parte da vida de aproximadamente 5 milhões de pessoas em todo o mundo.

No Brasil, a cada 100 mil pessoas, 13 tem alguma DII. A mais comum é a Doença de Crohn (presente em 53% dos casos). Pessoas que tiveram familiares com essas doenças têm uma predisposição maior para desenvolvê-las. Mesmo sendo crônicas, as DII não são fatais, mas precisam de tratamento e acompanhamento.

Os jovens (entre 15 e 40 anos) são os mais afetados, mas todas as faixas etárias, especialmente os idosos (com mais de 60 anos) também devem ficar alertas aos sintomas. Vale lembrar que as doenças inflamatórias intestinais não são contagiosas e as causas ainda são difíceis de determinar.

Apesar de não haver cura, os tratamentos podem devolver a qualidade de vida aos pacientes.

Leia mais: Intestino: por que o órgão é considerado o segundo cérebro?

Saiba mais sobre as principais DII:

Doença de Crohn

A Doença de Crohn pode afetar qualquer parte do sistema digestório (desde a boca até o ânus).

Os principais sintomas são dores na região do abdômen, febre, perda de peso, redução do apetite e necessidades urgentes de evacuar, com fezes que podem ser acompanhadas de pus ou sangue. A enfermidade pode ser amenizada pelo uso de medicamentos controlados e alimentação leve para não irritar o intestino.

Essa patologia é dividida em 2 fases:

  • Aguda (ativa), quando a doença causa inflamações caracterizadas principalmente por dores,
  • Remissão, quando não há sintomas.

A doença de Crohn não tem uma única causa. Acredita-se que alguns fatores como genética, tabagismo e histórico pessoal de doenças intestinais podem contribuir para o aparecimento dela.

Colite Ulcerativa

A colite ulcerativa é uma doença inflamatória que afeta uma ou mais camadas do cólon (intestino grosso). Cerca de 30 mil novos casos da doença são diagnosticados todos os anos.

Os sintomas envolvem diarreia, fezes acompanhada de sangue, dor abdominal, redução do apetite e feridas no intestino grosso. O diagnóstico é feito por exames laboratoriais solicitados por um médico coloproctologista e o tratamento é feito por meio de medicamentos e cuidados alimentares.

Em alguns casos, é necessário a cirurgia para a retirada parcial da parte infectada. Fatores ambientais, genéticos e condições do sistema imunológico podem estar envolvidos na causa da colite.


No mês de maio, o alerta é roxo! As doenças inflamatórias intestinais ainda não têm cura, mas o tratamento demonstra eficácia e dá mais bem-estar ao paciente.

Em caso de dúvidas ou suspeitas procure um médico o quanto antes.

Compartilhe também:

Você pode gostar de ler também

Fecomerciários agora também é Plural Saúde

Fecomerciários agora também é Plural Saúde

Na tarde desta quinta-feira (04), a Plural Saúde confirmou a celebração da parceria, para todo o estado de São Paulo, entre a administradora e a Fecomerciários – Federação dos Comerciários do Estado d...

Junho Vermelho – Por que doar sangue é importante?

Junho Vermelho – Por que doar sangue é importante?

Você já parou para pensar que cada bolsa de sangue pode salvar a vida de até quatro pessoas? ⁣ ⁣ Atualmente, são coletadas no Brasil, cerca de 3,6 milhões de bolsas por ano. Embora o percentual esteja...

x

Precisando da 2ª via do boleto?

Digite o seu CPF e retire a segunda via do boleto

Campo de preenchimento obrigatório

Boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco.