logo Plural Adminsitradora de Benefícios

CAPITAIS

4020-2148

DEMAIS REGIÕES

0800-020-2149

SAC - WHATSAPP

21 99600-5046

TELEVENDAS - WHATSAPP

21 99598-1421

Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

Hoje é o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, doença que atinge cerca de 23% da população brasileira – algo entre 11 e 20% da população adulta com mais de 20 anos. Infelizmente, a maioria dos hipertensos não apresenta qualquer sintoma associado à hipertensão, como dor de cabeça, dor na nuca, enjoos, tonturas e falta de ar (que não são específicos da doença). Por isso é importante ficar atento: faça exames regularmente, e trate a hipertensão antes que ela cause danos aos órgãos.

Mas o que é a hipertensão?

Pressão arterial é a força que o sangue exerce na parede das artérias. Quando aumentada, as artérias oferecem resistência para a passagem do sangue. Isso acontece quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam os 140/90 mmHg (ou 14 por 9), e se chama Hipertensão Arterial.

Quais são os fatores de risco?

  1. Hábitos alimentares ruins, com consumo elevado de sal e de produtos industrializados;
  2. Sobrepeso e obesidade;
  3. Tabagismo;
  4. Diabetes;
  5. Hereditariedade – 30% de chance em caso de pai ou mãe hipertenso, 50% de risco se a herança for bilateral;
  6. Envelhecimento.

Quais são as doenças decorrentes da Hipertensão Arterial?

A hipertensão aumenta os riscos de infarto, de Acidente Vascular Cerebral, de Insuficiência Cardíaca e Renal, de Impotência Sexual, entre outras doenças que alteram significantemente nossa qualidade de vida. Um hipertenso que não se trata pode reduzir em até 16 anos sua expectativa de vida, segundo a Organização Mundial de Saúde.

Quando os médicos diagnosticam a hipertensão arterial?

A pressão entre 12 por 8 e 14 por 9 é chamada de pré-hipertensão ou pressão limítrofe. Ela requer cuidados, como controle do peso e do estresse, redução do sal na alimentação, rotina de exercícios físicos, e em alguns casos o uso de medicamentos. Quando a pressão está continuamente acima de 14 por 9, existe um quadro de hipertensão. Alguns órgãos como o coração, o cérebro, os rins, os olhos e as próprias artérias sofrem desgaste, e doenças podem surgir.

Como tratar a hipertensão?

Seu melhor aliado será seu médico, que com certeza indicará um exercício físico aeróbico, como caminhada, corrida, ciclismo ou natação, por pelo menos 30 minutos ao dia. A intensidade da rotina de treinamento será orientada individualmente, de acordo com o quadro do paciente.

A alimentação equilibrada é fundamental ao tratamento. O consumo diário de sal deverá ser bem reduzido, e aumentado o de vegetais ricos em potássio, magnésio e cálcio – que ajudam a reduzir a pressão, atenuando ou eliminando a necessidade de tomar medicamentos.

É importante que o tratamento seja feito de forma contínua, sem interrupções, e que as consultas médicas sejam periódicas para que haja ajustes na medicação e na dieta, se necessário.


voltar

ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS
ANS